A fazenda assombrada: figurações da escravidão no romance til, de josé de alencar Reportar como inadecuado




A fazenda assombrada: figurações da escravidão no romance til, de josé de alencar - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista do Instituto de Estudos Brasileiros 2015, 60

Autor: Paula Maciel Barbosa

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=405641282004


Introducción



Revista do Instituto de Estudos Brasileiros ISSN: 0020-3874 revistaieb@usp.br Universidade de São Paulo Brasil Barbosa, Paula Maciel A fazenda assombrada: figurações da escravidão no romance Til, de José de Alencar Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, núm.
60, abril, 2015, pp.
55-76 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=405641282004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto A fazenda assombrada: figurações da escravidão no romance Til, de José de Alencar 1 [  Haunted Farm – the figuration of slavery in the novel “Til”, by José de Alencar. Paula Maciel Barbosa2 resumo  O ensaio apresenta o romance Til, de José de Alencar, examinando-o em seus aspectos formais, que revelam a matéria histórica que o embasa.
Discute-se as continuidades e as diferenças do livro em relação à obra anterior do romancista.
Ao trazer a ação para uma fazenda de café escravista do Segundo Reinado, e propondo-se a figurar todas as camadas sociais envolvidas no mundo da fazenda, Alencar aponta para o núcleo de todo o sistema: o café e o trabalho escravo. Com isso, o romance figura dois polos, centro e periferia – ou a casa-grande e seus arredores –, que são postos em confronto, o que projeta sobre a obra ambiguidades de todos os tipos, além de responder pela instabilidade da própria estrutura do romance.
Procura-se demonstrar que a escravidão é um dado essencial da obra, ainda que a simples leitura de seu enredo não aponte diretamente para isso.  •  palavras-chave  José de Alencar, Til, romances fazendeiros, indianismo, regionalismo, escravidão.  •  abstract  This essay aims at presenting the novel “Til”, by José de A...





Documentos relacionados