O vaqueiro e o procurador dos pobres: vidas secas Reportar como inadecuado




O vaqueiro e o procurador dos pobres: vidas secas - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista do Instituto de Estudos Brasileiros 2015, 60

Autor: Ana Paula Pacheco

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=405641282003


Introducción



Revista do Instituto de Estudos Brasileiros ISSN: 0020-3874 revistaieb@usp.br Universidade de São Paulo Brasil Pacheco, Ana Paula O vaqueiro e o procurador dos pobres: Vidas Secas Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, núm.
60, abril, 2015, pp.
34-54 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=405641282003 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto O vaqueiro e o procurador dos pobres: Vidas Secas [  The peasant and the prosecutor of the poor: Barren Lives Ana Paula Pacheco1 resumo  O ensaio busca iluminar o caráter experimental do romance Vidas Secas, de Graciliano Ramos, o qual permite a apreensão da fratura social brasileira a partir das contradições entre o narrador-intelectual e a representação da consciência de uma família de retirantes empurrada pela seca.
Num contexto de queda das oligarquias (a crise do café de 1929), de populismo nacional-patriarcalista (a era Vargas) e de imaginação crítica, as relações de trabalho vêm ao procênio, funcionando como princípio formal do livro.  •  palavras-chave Graciliano Ramos; Vidas Secas; os pobres na literatura; representações do intelectual.  •  abstract The experimental character in Graciliano Ramos’ novel, Barren Lives, allows the apprehension of the social fracture considering the contradictions between the narrator-intellectual and the stream of consciousness of a peasant family, driven away by the drought.
Labor itself comes to the fore, in a context in which the local oligarchies see their own downfall (the coffee crises of 1929), a patriarchal national-populism arises (the Getulio Vargas’ era), and a critical imagination takes place.  •  keywords  Gracil...





Documentos relacionados