Perfil de gastos com medicamentos entre idosos em diferentes grupos socioeconômicos Reportar como inadecuado




Perfil de gastos com medicamentos entre idosos em diferentes grupos socioeconômicos - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Paulo Eduardo Mayorga Borges ; Tânia Alves Amador ;Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia 2016, 19 4

Autor: Christiane de Fátima Colet

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=403847457004


Introducción



Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia ISSN: 1809-9823 revistabgg@gmail.com Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Colet, Christiane de Fátima; Mayorga Borges, Paulo Eduardo; Alves Amador, Tânia Perfil de gastos com medicamentos entre idosos em diferentes grupos socioeconômicos Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, vol.
19, núm.
4, julio-agosto, 2016, pp.
591601 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=403847457004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Perfil de gastos com medicamentos entre idosos em diferentes grupos socioeconômicos Profile of drug spend among elderly individuals from different socioeconomic groups Christiane de Fátima Colet1  Paulo Eduardo Mayorga Borges2 Tânia Alves Amador2 Resumo O aumento da população idosa está associado a um aumento dos custos de saúde.
Este estudo objetivou apresentar os resultados da pesquisa realizada em grupos de idosos de diferentes classes socioeconômicas, em Porto Alegre-RS, bem como comparar os perfis de gastos com medicamentos entre estes grupos.
Trata-se de estudo transversal, com amostra composta por pessoas de 60 anos ou mais de idade, participantes de grupos de convivência.
Para analisar a diferença nas despesas entre as classes socioeconômicas foram utilizados a análise de variância (ANOVA) e o teste de Tukey.
Foram entrevistados 225 idosos.
Em todas as classes o sexo feminino foi predominante.
A doença crônica mais comuns foi a hipertensão, que ocorreu em 21,0%, 36,0% e 38,0% dos idosos nas classes A, C e E, respectivamente.
Na classe A, o número médio de medicamentos foi 5,34 (±2,64), na classe C 4,07 (±2,73) e na classe E 4,28 (±2,...





Documentos relacionados