Registro do uso de antimicrobianos em instituições de longa permanência para idosos Reportar como inadecuado




Registro do uso de antimicrobianos em instituições de longa permanência para idosos - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Juliana Ladeira Garbaccio ;Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia 2016, 19 2

Autor: Alanna Gomes Silva

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=403846391012


Introducción



Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia ISSN: 1809-9823 revistabgg@gmail.com Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Gomes Silva, Alanna; Ladeira Garbaccio, Juliana Registro do uso de antimicrobianos em Instituições de Longa Permanência para Idosos Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, vol.
19, núm.
2, abril-junio, 2016, pp.
325334 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=403846391012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Registro do uso de antimicrobianos em Instituições de Longa Permanência para Idosos Records of antimicrobial use in Long Term Care Facilities for the Elderly Alanna Gomes Silva1 Juliana Ladeira Garbaccio2 Resumo Objetivo: Verificar o registro da prescrição e da utilização de antimicrobianos em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), em municípios do Centro-Oeste de Minas Gerais.
Método: Tratou-se de uma coorte retrospectiva, realizada em seis ILPIs filantrópicas. Utilizou-se um questionário contendo variáveis relacionadas aos dados sociodemográficos e de saúde, e registros de antimicrobianos.
Empregou-se o teste Qui-quadrado de Pearson ou teste Exato de Fisher para avaliar a associação entre as variáveis.
Resultados: Avaliaramse os registros de 250 idosos.
Dentre estes, 110 idosos fizeram uso de antimicrobianos. Houve associação entre tempo de permanência na instituição, o uso de antimicrobiano e o diagnóstico de infecção ( p 0,05).
Conclusão: A escassez e-ou inadequações quanto aos registros-prescrições de antimicrobianos e de infecções representa um problema para a saúde dos idosos podendo também comprometer a assistência por outros profissio...





Documentos relacionados