Oxigenoterapia inalatória em idosos internados em um hospital público Reportar como inadecuado




Oxigenoterapia inalatória em idosos internados em um hospital público - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Suraya Gomes Novais Shimano ; Lislei Jorge Patrizzi ;Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia 2016, 19 2

Autor: Mariana Colombini Buranello

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=403846391005


Introducción



Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia ISSN: 1809-9823 revistabgg@gmail.com Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Colombini Buranello, Mariana; Gomes Novais Shimano, Suraya; Patrizzi, Lislei Jorge Oxigenoterapia inalatória em idosos internados em um hospital público Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, vol.
19, núm.
2, abril-junio, 2016, pp.
247256 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=403846391005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto http:--dx.doi.org-10.1590-1809-98232016019.140208 247 Oxygen inhalation therapy among elderly patients of a public hospital Mariana Colombini Buranello1 Suraya Gomes Novais Shimano1 Lislei Jorge Patrizzi1 Resumo Objetivos: Descrever as características da oxigenoterapia inalatória (OI) utilizada em idosos internados no setor de clínica médica de um hospital público brasileiro, bem como verificar o conhecimento dos acompanhantes sobre esta terapia.
Método: Estudo observacional, transversal e descritivo.
A amostra foi composta por 52 idosos internados no setor de clínica médica de um hospital público de Minas Gerais por dois meses.
As características da aplicação da OI, os aspectos sociodemográficos e características gerais de saúde do grupo foram avaliados pela análise dos prontuários, prescrições médicas e observação in loco.
O conhecimento dos acompanhantes sobre a OI foi avaliado por meio de entrevista estruturada.
A análise estatística contemplou análises univariadas exploratórias, com frequências das variáveis categóricas e estatísticas descritivas das variáveis contínuas.
Resultados: Houve predomínio do sexo feminino (53,8%); idade médi...





Documentos relacionados