Idosos vítimas de maus-tratos: cinco anos de análise documental Reportar como inadecuado




Idosos vítimas de maus-tratos: cinco anos de análise documental - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Renata Colturato Joaquim ; Tânia Adas Saliba Rovida ; Artênio José Isper Garbin ;Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia 2016, 19 1

Autor: Cléa Adas Saliba Garbin

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=403844773008


Introducción



Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia ISSN: 1809-9823 revistabgg@gmail.com Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Saliba Garbin, Cléa Adas; Colturato Joaquim, Renata; Saliba Rovida, Tânia Adas; Isper Garbin, Artênio José Idosos vítimas de maus-tratos: cinco anos de análise documental Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, vol.
19, núm.
1, enero-marzo, 2016, pp.
8794 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=403844773008 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 87 http:--dx.doi.org-10.1590-1809-9823.2016.15037 Elderly victims of abuse: a five year document analysis Cléa Adas Saliba Garbin1 Renata Colturato Joaquim1 Tânia Adas Saliba Rovida1 Artênio José Isper Garbin1 Resumo Objetivo: Verificar a ocorrência de maus-tratos contra idosos e suas características (local, tipo, motivo, envolvimento álcool-drogas, perfil e relação de parentesco entre vítimas e agressores), com base nos registros policiais de uma delegacia especializada, no período de cinco anos.
Método: Trata-se de estudo transversal, descritivo e retrospectivo, de análise documental.
Foram analisadas as ocorrências policiais de um município de médio porte do noroeste paulista, no período de 2008 a 2012.
Investigaram-se as características sociodemográficas de agressores e vítimas e dados relativos à agressão: tipo de violência; local; motivo; presença de álcool e drogas durante a agressão e relação vítima-agressor. Os dados foram tabulados e foi feita análise estatística descritiva.
Resultados: Do total, 572 casos, a maior parte dos agressores eram homens (69,20%), brancos (56,50%), faixa etária 31-40 anos (14,20%) e sem...





Documentos relacionados