Acessibilidade, longitudinalidade, integralidade e coordenação da atenção: a nossa proposta Reportar como inadecuado




Acessibilidade, longitudinalidade, integralidade e coordenação da atenção: a nossa proposta - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia 2016, 19 1

Autor: Renato Veras

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=403844773001


Introducción



Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia ISSN: 1809-9823 revistabgg@gmail.com Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Veras, Renato Acessibilidade, longitudinalidade, integralidade e coordenação da atenção: a nossa proposta Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, vol.
19, núm.
1, enero-marzo, 2016, pp.
5-6 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=403844773001 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Acessibilidade, longitudinalidade, integralidade e coordenação da atenção: a nossa proposta Accessibility, longitudinality, comprehensiveness and coordination of care: our proposal Iniciamos o ano com uma relevante conquista.
A partir deste número, a Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia (RBGG) passa a ser publicada bimestralmente.
Estamos nos consolidando como uma das publicações mais relevantes do campo do envelhecimento humano sob o olhar da Saúde Coletiva.
E tudo isso sem descuidar do nosso papel indutor de propostas científicas desafiadoras e contemporâneas, sintonizadas com a ampliação da qualidade de vida dos mais idosos. Como a ousadia sempre foi nossa marca, não poderíamos começar essa etapa sem apresentar uma reflexão para os profissionais da área.
E partimos de um diagnóstico: a gestão em saúde precisa mudar.
Talvez seja este um dos maiores desafios para o setor nos dias de hoje. É crescente o número de pesquisas científicas e de acadêmicos da área da saúde que se debruçam sobre o tema na busca de modelos e alternativas que possam responder de forma mais efetiva a essa nova agenda.
No entanto, uma das dificuldades para tais transformações é que boa parte dos profissionais de...





Documentos relacionados