Reflexões sobre o uso clínico do tat na contemporaneidade Reportar como inadecuado




Reflexões sobre o uso clínico do tat na contemporaneidade - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Valéria Barbieri ;Psico-USF 2011, 16 1

Autor: Ana Paula Parada

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=401036084013


Introducción



Psico-USF ISSN: 1413-8271 revistapsico@usf.edu.br Universidade São Francisco Brasil Parada, Ana Paula; Barbieri, Valéria Reflexões sobre o uso clínico do TAT na contemporaneidade Psico-USF, vol.
16, núm.
1, enero-abril, 2011, pp.
117-125 Universidade São Francisco São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=401036084013 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Psico-USF, v.
16, n.
1, p.117-125, jan.-abril 2011 117 Reflexões sobre o uso clínico do TAT na contemporaneidade Ana Paula Parada1 – Universidade Paulista, Ribeirão Preto, Brasil Valéria Barbieri – Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, Brasil Resumo A elaboração de testes psicológicos ocorre em contextos sócio-culturais específicos e, portanto, não estão isentos de sua influência.
Considerando as mudanças sociais que ocorreram desde a data de publicação do Teste de Apercepção Temática – TAT, é plausível indagar sobre as condições desse instrumento de apreender a subjetividade do indivíduo nos tempos atuais.
Diante destas reflexões, este estudo buscou evidenciar a influência do contexto sócio-histórico-cultural e artístico na definição dos cartões do TAT, e refletir sobre sua utilização na realidade contemporânea.
Nossas ponderações, sustentadas pela experiência clínica, sugerem que estas influências aparecem nas estórias contadas pelos sujeitos que referem-se aos cartões como imagens que dizem respeito ao passado, com conotações particulares.
Diante disso, recomenda-se um uso crítico e cauteloso do TAT, no que diz respeito à análise das estórias produzidas, especialmente nas interpretações referentes ao uso dos mecanismos defensivos de isolamento e apego à realidade....





Documentos relacionados