Manifestações de sofrimento: dilemas e desafios para a vigilância em saúde do trabalhador Reportar como inadecuado




Manifestações de sofrimento: dilemas e desafios para a vigilância em saúde do trabalhador - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Luiz Carlos Brant ;PhysisRevista de Saúde Coletiva 2015, 25 4

Autor: Luís Henrique da Costa Leão

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=400844481012


Introducción



Physis - Revista de Saúde Coletiva ISSN: 0103-7331 publicacoes@ims.uerj.br Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil da Costa Leão, Luís Henrique; Brant, Luiz Carlos Manifestações de sofrimento: dilemas e desafios para a vigilância em saúde do trabalhador Physis - Revista de Saúde Coletiva, vol.
25, núm.
4, octubre-diciembre, 2015, pp.
12711292 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=400844481012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Manifestações de sofrimento: 1271 dilemas e desafios para a vigilância em saúde do trabalhador | 1 Luís Henrique da Costa Leão, 2 Luiz Carlos Brant | Resumo: O artigo aborda as relações complexas e desafiadoras entre as manifestações de sofrimento dos trabalhadores e as práticas da vigilância em saúde.
O objetivo deste ensaio é realizar uma análise crítica dos desafios e dilemas relativos à integração da saúde mental no escopo da vigilância em saúde do trabalhador no Sistema Único de Saúde.
Percebemos processos de patologização dos trabalhadores em jogo nas práticas disponíveis na rede de saúde pública. Por isso, com base no pensamento de autores como Agamben, Guattari, Szasz e Rorty, discutem-se dilemas teóricos e práticos, técnicos e éticos do diagnóstico de transtornos mentais relacionados ao trabalho, destacam-se os riscos e perigos da tendência hegemônica centrada na abordagem epidemiológica e psicopatologizante, para lidar com as manifestações de sofrimento dos trabalhadores e, por fim, apontamse alternativas para o desenvolvimento de estratégias institucionais que rompam com os dispositivos de patologização do sofrimento dos trabalhadores.  P...





Documentos relacionados