Os desafios dos polos de desenvolvimento na perspectiva dos atores sociais locais de goiana, pernambuco Reportar como inadecuado




Os desafios dos polos de desenvolvimento na perspectiva dos atores sociais locais de goiana, pernambuco - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Anselmo César Vasconcelos Bezerra ; Maria do Socorro Veloso de Albuquerque ;PhysisRevista de Saúde Coletiva 2015, 25 4

Autor: Tereza Maciel Lyra

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=400844481005


Introducción



Physis - Revista de Saúde Coletiva ISSN: 0103-7331 publicacoes@ims.uerj.br Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Maciel Lyra, Tereza; Vasconcelos Bezerra, Anselmo César; Veloso de Albuquerque, Maria do Socorro Os desafios dos Polos de Desenvolvimento na perspectiva dos atores sociais locais de Goiana, Pernambuco Physis - Revista de Saúde Coletiva, vol.
25, núm.
4, octubre-diciembre, 2015, pp.
11171139 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=400844481005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Os desafios dos Polos de Desenvolvimento na perspectiva dos atores sociais locais de Goiana, Pernambuco | 1 Tereza Maciel Lyra, 2 Anselmo César Vasconcelos Bezerra, 3 Maria do Socorro Veloso de Albuquerque | Resumo: O município de Goiana-PE, marcado por problemas decorrentes do predomínio da monocultura da cana de açúcar, vem nos últimos anos compondo a “Nova Região de Desenvolvimento Econômico do Estado de Pernambuco, Brasil”, com a implantação de polos farmacoquímico e automotivo.
Neste artigo, analisouse como os atores locais percebem o atual modelo de desenvolvimento e problematizam suas demandas, a partir da identificação dos problemas socioambientais e das propostas de enfrentamento.
Trata-se de um estudo qualitativo, baseado em metodologias participativas com triangulação de dados (análise documental, leitura de paisagem, autodiagnóstico das comunidades e oficinas temáticas).
Os resultados apontam para um diagnóstico negativo dos indicadores socioambientais. No saneamento, constataram-se problemas de desigualdades no acesso à água potável para o consumo humano e para esfera produtiva.
Na saúde, identificou...





Documentos relacionados