A infecção parasitária protege contra a alergia? Reportar como inadecuado




A infecção parasitária protege contra a alergia? - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Pierre Sakali ;Jornal de Pediatria 2006, 82 4

Autor: Ricardo U. Sorensen

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=399738113001


Introducción



Jornal de Pediatria ISSN: 0021-7557 assessoria@jped.com.br Sociedade Brasileira de Pediatria Brasil Sorensen, Ricardo U.; Sakali, Pierre A infecção parasitária protege contra a alergia? Jornal de Pediatria, vol.
82, núm.
4, julio-agosto, 2006, pp.
241-242 Sociedade Brasileira de Pediatria Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=399738113001 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 0021-7557-06-82-04-241 Jornal de Pediatria Copyright © 2006 by Sociedade Brasileira de Pediatria doi:00.0000-JPED.0000 EDITORIAIS Does parasitic infection protect against allergy? A infecção parasitária protege contra a alergia? Ricardo U.
Sorensen1, Pierre Sakali2 A imunoglobulina E (IgE) tem um papel central na patogênese das reações de hipersensibilidade imediata devido a sua capacidade de se ligar especificamente a receptores IgE de alta afinidade em mastócitos ou basófilos pela cadeia alfa do receptor FC épsilon tipo I (Fc-épsilon RI-α)1.
Além de sua capacidade de ativar mastócitos e basófilos, a IgE pode se ligar ao receptor IgE de baixa afinidade (CD23, ou Fc-épsilon RII) nas células B para ampliar as respostas imunes celulares e humorais na doença alérgica 2. crônica, em doenças de imunodeficiência que afetam os linfócitos T reguladores, na rara síndrome hiper-IgE, com infecções recorrentes, e em algumas doenças parasitárias. Nas infecções parasitárias, o aumento das concentrações de IgE ocorre durante as fases metazoárias, com aparente associação entre níveis crescentes de invasão do tecido e níveis crescentes de IgE.
Os parasitas mais comuns associados com o aumento dos níveis de IgE incluem a larva migrans visceral (Toxocara canis), capilaríase int...





Documentos relacionados