Colonização fúngica em recém-natos de muito baixo peso: um estudo de coorte Reportar como inadecuado




Colonização fúngica em recém-natos de muito baixo peso: um estudo de coorte - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Mayla G. S. Borba ; Marina L. Ferreira ; Marilisa A. Ferreira ; Rafaela K. Fernandes ; Stephanie K. Nicolaou ; Cristina T. Okamoto ; Carlos F. O. Neto ;Jornal de Pediatria 2012, 88 3

Autor: Elisa C. Pinhat

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=399738190005


Introducción



Jornal de Pediatria ISSN: 0021-7557 assessoria@jped.com.br Sociedade Brasileira de Pediatria Brasil Pinhat, Elisa C.; Borba, Mayla G.
S.; Ferreira, Marina L.; Ferreira, Marilisa A.; Fernandes, Rafaela K.; Nicolaou, Stephanie K.; Okamoto, Cristina T.; Neto, Carlos F.
O. Colonização fúngica em recém-natos de muito baixo peso: um estudo de coorte Jornal de Pediatria, vol.
88, núm.
3, mayo-junio, 2012, pp.
211-216 Sociedade Brasileira de Pediatria Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=399738190005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 0021-7557-12-88-03-211 Jornal de Pediatria Artigo Original Copyright © by Sociedade Brasileira de Pediatria Fungal colonization in newborn babies of very low birth weight: a cohort study Colonização fúngica em recém-natos de muito baixo peso: um estudo de coorte Elisa C.
Pinhat1, Mayla G.
S.
Borba1, Marina L.
Ferreira1, Marilisa A.
Ferreira1, Rafaela K.
Fernandes1, Stephanie K.
Nicolaou1, Cristina T.
Okamoto2, Carlos F.
O.
Neto3 Resumo Abstract Objetivos: Conhecer o perfil de colonização fúngica e os fatores de risco associados em recém-nascidos prematuros. Objectives: To learn about the profile of fungal colonization and related risk factors in premature newborns. Métodos: Coorte prospectiva, de 01-04-10 a 31-04-11, com 44 pacientes admitidos na unidade de terapia intensiva neonatal, nascidos na maternidade do hospital, com peso menor que 1.500 g.
Na admissão, coletaram-se dados sobre pré-natal e parto.
Informações clínicolaboratoriais, swabs nasal, retal e hemocultura periférica foram coletados nos dias 1, 7, 10 e 14 de permanência na unidade de terapia intensiva neonatal e, então, a cada 7 dias até alta ou óbito.
Para ...





Documentos relacionados