Medicina baseada em evidências – novo paradigma ou pseudociência? Reportar como inadecuado




Medicina baseada em evidências – novo paradigma ou pseudociência? - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular-Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery 2012, 27 2

Autor: Marcelo Derbli Schafranski

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=398941885025


Introducción



Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular-Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery ISSN: 0102-7638 revista@sbccv.org.br Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Brasil Derbli Schafranski, Marcelo Medicina Baseada em Evidências – Novo Paradigma ou Pseudociência? Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular-Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery, vol.
27, núm.
2, abril-junio, 2012, pp.
334-337 Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular São José do Rio Preto, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=398941885025 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto OPINIÃO Rev Bras Cir Cardiovasc 2012;27(2):334-7 Medicina Baseada em Evidências – Novo Paradigma ou Pseudociência? Marcelo Derbli Schafranski1 DOI: 10.5935-1678-9741.20120053 É lugar-comum afirmar que o médico nunca deve parar de estudar.
Concordamos em partes.
De nada adianta ler e reler centenas de artigos científicos e livros-texto que se alicerçam em um modelo repleto de imperfeições, erros conceituais e armadilhas, que é a Medicina Baseada em Evidências (MBE), sem um senso crítico dos mais apurados. Previamente o que acreditávamos ser uma via segura a seguir, hoje temos como uma estrada repleta de imperfeições e que pode levar a destinos imprevisíveis, caso quem a utilize não tenha plena ciência não apenas dos erros conceituais e dos dilemas éticos aos quais a mesma está sempre exposta, mas principalmente dos artifícios metodológicos e estatísticos desse modelo, hoje quase onipresentes nos artigos científicos médicos. Em 1998, aos nos formarmos em Medicina na Pontifícia Universidade Católica do Paraná, participávamos prazerosamente em quaisquer discussões científicas que viessem à b...





Documentos relacionados