Prevalência do zumbido na cidade de são paulo Reportar como inadecuado




Prevalência do zumbido na cidade de são paulo - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Roseli Saraiva Moreira Bittar ;Brazilian Journal of Otorhinolaryngology 2015, 81 2

Autor: Jeanne Oiticica

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=392439572009


Introducción



Brazilian Journal of Otorhinolaryngology ISSN: 1808-8694 revista@aborlccf.org.br Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia CérvicoFacial Brasil Oiticica, Jeanne; Saraiva Moreira Bittar, Roseli Prevalência do zumbido na cidade de São Paulo Brazilian Journal of Otorhinolaryngology, vol.
81, núm.
2, 2015, pp.
167-176 Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=392439572009 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Documento descarregado de http:--bjorl.elsevier.es el 28-05-2015.
Cópia para uso pessoal, está totalmente proibida a transmissão deste documento por qualquer meio ou forma. Braz J Otorhinolaryngol.
2015;81(2):167-176 Brazilian Journal of OTORHINOLARYNGOLOGY www.bjorl.org.br ARTIGO ORIGINAL Tinnitus prevalence in the city of São Paulo☆,☆☆ Jeanne Oiticica*, Roseli Saraiva Moreira Bittar Departamento de Otorrinolaringologia, Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP, Brasil Recebido em 16 de novembro de 2013; aceito em 20 de julho de 2014 KEYWORDS Tinnitus; Epidemiology; Prevalence Abstract Introduction: The public and private health care in the city of São Paulo has no data on tinnitus prevalence. Objective: Determine tinnitus prevalence in São Paulo city. Study design: Series study. Methods: Cross-sectional study by field questionnaire with 1960 interviews.
Predictor variables included gender, age, tinnitus. Results: The prevalence of tinnitus was 22%.
It affects more women (26%) than men (17%) and increases with advancing age.
Approximately one third of cases (32%) assert that they have constant tinnitus (i.e., ‘‘rin...





Documentos relacionados