Avaliação clínica não-invasiva de disfagia no avc – revisão sistemática Reportar como inadecuado




Avaliação clínica não-invasiva de disfagia no avc – revisão sistemática - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

José Miguel Capela Raínho ; Patrícia Cristina Mouro Quitério ; Vítor Cruz ; Aldiro Manuel Oliveira Magano ; Manuela Castro ;ReferênciaRevista de Enfermagem 2011, III 5

Autor: Anabela Tavares Cardoso

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=388239964005


Introducción



Referência - Revista de Enfermagem ISSN: 0874-0283 referencia@esenfc.pt Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Portugal Tavares Cardoso, Anabela; Capela Raínho, José Miguel; Mouro Quitério, Patrícia Cristina; Cruz, Vítor; Oliveira Magano, Aldiro Manuel; Castro, Manuela Avaliação clínica não-invasiva de disfagia no AVC – Revisão sistemática Referência - Revista de Enfermagem, vol.
III, núm.
5, diciembre, 2011, pp.
135-143 Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Coimbra, Portugal Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=388239964005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ARTIGO DE REVISÃO Avaliação clínica não-invasiva de disfagia no AVC – Revisão sistemática Non-invasive dysphagia screening for stroke survivors – Systematic review Evaluación clínica no invasiva de disfagia en el ACV – Revisión sistemática Anabela Tavares Cardoso*; José Miguel Capela Raínho**; Patrícia Cristina Mouro Quitério***; Vítor Cruz****; Aldiro Manuel Oliveira Magano*****; Manuela Castro****** Resumo Em Portugal, o AVC é considerado a principal causa de morte, bem como de incapacidade associada às sequelas cognitivas e motoras.
A incidência de disfagia varia entre 22 - 65% dos doentes (Ramsey, Smithard e Kalra, 2003).
Estudos revelam que 30 - 40% dos idosos institucionalizados apresentam disfagia, que se traduz numa alta incidência de complicações por aspiração (World Gastroenterology Organization, 2004). Assim, foi realizada uma revisão sistemática para minimizar os riscos da avaliação empírica, identificando os recursos disponíveis, de baixo custo e fácil acesso, com o objetivo de aumentar os ganhos em saúde.
Seguiu-se a metodologia do Cochrane Handbook, delineando-se a seg...





Documentos relacionados