Alimentos, palavras e saúde da alma e do corpo, em sermões de pregadores brasileiros do século xvii Reportar como inadecuado




Alimentos, palavras e saúde da alma e do corpo, em sermões de pregadores brasileiros do século xvii - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

História, Ciências, SaúdeManguinhos 2006, 13 2

Autor: Marina Massimi

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=386137989004


Introducción



História, Ciências, Saúde - Manguinhos ISSN: 0104-5970 hscience@coc.fiocruz.br Fundação Oswaldo Cruz Brasil Massimi, Marina Alimentos, palavras e saúde (da alma e do corpo), em sermões de pregadores brasileiros do século XVII História, Ciências, Saúde - Manguinhos, vol.
13, núm.
2, abril-junio, 2006, pp.
253-270 Fundação Oswaldo Cruz Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=386137989004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ALIMENTOS, PALAVRAS E SAÚDE MASSIMI, M.: Alimentos, palavras e saúde (da alma e do corpo), em sermões de pregadores brasileiros do século XVII. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v.
13, n.
2, p.
253-70, abr.-jun.
2006. Alimentos, palavras e saúde (da alma e do corpo), em sermões de pregadores brasileiros do século XVII Food, words, and health (of soul and body) in sermons by seventeenth-century preachers in Brazil Marina Massimi Professora do Departamento de Psicologia e Educação Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras USP-Ribeirão Preto Rua Sete de Setembro, 799 ap.
91 14010-180 Ribeirão Preto – SP – Brasil mmassimi3@yahoo.com Este artigo analisa alguns sermões pregados entre os séculos XVII e XVIII no Brasil, baseados em metáforas alimentares.
O uso das metáforas, recorrente nos sermões do período colonial, fundamenta-se em dois alicerces: 1) na teoria aristotélica do conhecimento, em que o sensorial ocupa um papel prioritário, como porta de acesso para a compreensão das idéias mais abstratas e para a mobilização dos afetos e da vontade visando à modificação do comportamento dos ouvintes; 2) na doutrina platônica sobre a importância das imagens para conservar a memória das idéias.
A oratória sagr...





Documentos relacionados