Táticas cotidianas e ação coletiva. a resistência das pessoas atingidas pela hanseníase Reportar como inadecuado




Táticas cotidianas e ação coletiva. a resistência das pessoas atingidas pela hanseníase - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Varia Historia 2012, 28 47

Autor: Ricardo Fabrino Mendonça

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=384434840016


Introducción



Varia Historia ISSN: 0104-8775 variahis@gmail.com Universidade Federal de Minas Gerais Brasil Mendonça, Ricardo Fabrino Táticas cotidianas e ação coletiva.
A resistência das pessoas atingidas pela hanseníase Varia Historia, vol.
28, núm.
47, enero-junio, 2012, pp.
341-360 Universidade Federal de Minas Gerais Belo Horizonte, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=384434840016 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Táticas cotidianas e ação coletiva a resistência das pessoas atingidas pela hanseníase* Everyday tactics and collective action how the people affected with Hansen’s disease (leprosy) politically resisted to the disease Ricardo Fabrino Mendonça Professor do Departamento de Ciência Política da UFMG Doutor em Comunicação Social pela mesma instituição Av.
Antônio Carlos, 6627.
FAFICH, DCP, Sala 4087 Pampulha, CEP 31270-901, Belo Horizonte, MG. ricardofabrino@fafich.ufmg.br Resumo Apesar da existência de uma considerável literatura sobre a história da hanseníase, predominam os estudos que enfocam a opressão e a dominação a que os antigos pacientes foram submetidos.
Permanecem pouco estudadas as formas de resistência e as lutas políticas geradas por esses sujeitos.
O presente artigo é um esforço nessa direção, abordando como a própria vida cotidiana e as lutas organizadas permitiram o questionamento de sentidos e práticas opressoras.
O estudo está embasado em um processo de observação em antigos hospitais-colônia brasileiros, 12 grupos de conversação com moradores dessas instituições, entrevistas não-estruturadas com lideranças do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) e 45 edições do Jornal do Morhan. Palav...





Documentos relacionados